Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Uma sucursal da própria casa

Uma sucursal da própria casa

Categoria: Empresariais
Comentários: 1
Uma sucursal da própria casa

Quando se pensa em escritórios imaginam-se executivos, homens e mulheres, elegantemente vestidos, com uma educação superior e uma postura selecta, a desfilar em corredores ultra limpos com pastas de papéis urgentes, importantíssimos e confidenciais.

É claro que os escritórios de agências publicitárias ficam fora desta apreciação meio apressada, já que é vulgar encontrarem-se por lá criativos de jardineiras, que mais parecem funcionários da limpeza, e outras ilustres figuras que aparentam estar permanentemente no Carnaval, tal é o exagero da imagem.

Os escritórios integram, na maioria das vezes, o cenário de telenovelas e filmes, enquanto palco onde decorrem acções, umas mais lícitas do que outras, como aliás acontece na vida real, que aportam aos intervenientes lucros que lhes permitem auferir uma existência envolta em luxo, festas e toda a espécie de vivências interditas ao comum dos mortais. Tédio é, com certeza, um termo que não consta de certos dicionários

É também dentro de escritórios, infelizmente, que se traçam os destinos das nações e se tomam decisões que determinam o rumo de povos nacionais e internacionais. Obviamente, esta rota tem de ser, frequentemente, revista e repensada, porque as quatro paredes afiguram-se sobremaneira limitativas.

Para muitos, o escritório acaba por representar uma sucursal da própria casa, a atender pelo tempo que lá passam e pelo recheio com o que o decoram.

Naturalmente, de vez em quando, as fotos da família, sobretudo das esposas, são viradas para baixo ou para a parede, como se estivessem de castigo, porque os assuntos a tratar com a secretária não são sigilosos e indignos de olhares tão ternurentos. Lá se vai a postura… E cá se vêm as horas extra…


Rua Direita

Título: Uma sucursal da própria casa

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

604 

Imagem por: AMagill

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    11-07-2014 às 19:48:00

    Literalmente, minha casa é um sucursal. Amo trabalhar em casa, e não o troco por nada!

    ¬ Responder

Comentários - Uma sucursal da própria casa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: AMagill

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios