Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Uma reunião de sucesso

Uma reunião de sucesso

Categoria: Empresariais
Visitas: 4
Comentários: 4
Uma reunião de sucesso

As reuniões são, normalmente, equiparadas a “secas monumentais”. Sobretudo se forem monólogos monocórdicos. Há, regra geral, quem esteja ali só de corpo presente, pois, na realidade, encontra-se a programar o que vai fazer quando tiver ordem de soltura, a desenhar fantásticas obras de arte, a compensar o sono em atraso, a fixar-se mentalmente em algo que lhe seja aprazível para combater o enfado, e mil e uma outras coisas mais interessantes do que estar a ouvir matérias rotineiras, discussões inúteis sobre teorias que nunca hão-de chegar à prática e pontos dispersos de uma agenda mal organizada.

A maior parte das reuniões, cansativas e chatas, despertam nos convocados a participar um sentimento de imediata repulsa. Até porque uma grande percentagem consubstancia uma amálgama de várias irracionalidades: perda de tempo, de dinheiro (sobretudo se for necessário patrocinar transporte e estadia), de horas de produtividade, promoção do descrédito, da incapacidade de gestão e da ineficácia, resultados muito aquém do previsto, etcétera.

Definir claramente os objectivos de uma reunião, pode torná-la menos difícil. Saber exactamente o que se pretende focaliza os pensamentos e as atenções. Por cada hora de reunião, serão precisas três de preparação. Do intuito da reunião dependerão: o número de participantes (e a respectiva categoria), o local, o tempo de duração, a forma de exposição e solicitação e intervenção, o formato (formal, informal, alargada, restrita, com ou sem moderador, …), entre outros.

As reuniões devem ser marcadas para a parte da manhã, em que todos estão mais frescos e um eventual atraso não se apresenta tão gravoso. A capacidade de síntese é uma característica fantástica, mormente numa reunião: não se conseguirá a atenção de alguém profundamente aborrecido. Todos os participantes devem ter em mãos uma cópia da ordem de trabalhos, para se poderem situar. Os elementos de suporte (blocos, canetas, águas, cafés, bolachas, material de projecção, etc.) têm de ser acautelados atempadamente.

Acatar sugestões de temas lançadas pelos cooperadores constitui uma forma de promover a centralização, fomentar o diálogo e enriquecer os conteúdos. Os presentes exibirão, deste modo, uma postura mais interessada e participativa.

De salientar que a concentração das pessoas se encontra no auge nos primeiros e nos últimos dez a quinze minutos da reunião. Convém que os pontos mais importantes sejam tratados nestes períodos. Em reuniões longas, fazer intervalos de dez minutos é útil para desanuviar e dar resposta a necessidades básicas, mas também para dissolver contendas infrutíferas.

A monopolização dos debates deve ser evitada a todo o custo. Se possível, introduzir umas piadas aqui e ali, para reter a atenção e aliviar o ambiente. Lembrar aos participantes que o objectivo da reunião é comum, desencorajando conversas paralelas e disputas individuais, a fim de manter o controlo da eficácia. O acompanhamento permanente da linguagem corporal dos interlocutores é fundamental para se ritmar devidamente o alinhamento e ajustá-lo, se for caso disso. No final, é de bom-tom resumir os assuntos tratados e recapitular as decisões.


Maria Bijóias

Título: Uma reunião de sucesso

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 4

779 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • SophiaSophia

    01-05-2014 às 16:14:30

    A reunião deve transcorrer em harmonia e isso é de responsabilidade de quem está à frente. Reuniões monótonos geram um desgaste chato e improdutivo. Essas dicas são muito boas!

    ¬ Responder
  • marlymarly

    30-01-2011 às 14:10:14

    me de dicas de como fazer reuniao para funcionarios de loja

    ¬ Responder
  • MARCELLO N BOMFIMMARCELLO N BOMFIM

    07-01-2010 às 15:08:21

    @Danilo
    Oi!
    Caro Danilo, o que eu acho que pode lhe ajudar para sua fobia é fazer um curso de teatro.
    lá você vai aprender técnicas apropriadas para sua fobia.
    abraços!!!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDanilo

    02-09-2009 às 10:25:47

    Olá estou estudando e tenho fobia em falar para muita gente.

    Quando tenho apresentações de trabalhos fico muito nervoso, tremo muito e gagejo. Não consigo me controlar.

    Estou me sentido muito mal com esta situação, já não sei o que fazer. Chequei mesmo a tomar calmantes mas não resultou.

    Pode me ajudar?

    ¬ Responder

Comentários - Uma reunião de sucesso

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios