Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Dúvidas no trabalho, devo pedir ajuda?

Dúvidas no trabalho, devo pedir ajuda?

Categoria: Empresariais
Comentários: 2
Dúvidas no trabalho, devo pedir ajuda?

Ter dúvidas não é sinônimo de incapacidade, de que é menos inteligente ou coisa parecida, de modo algum, ao contrário, significa que quer aprender, entender melhor, executar as tarefas tendo conhecimento do melhor a fazer para desenvolver o trabalho satisfatóriamente e até aumentando as expectativas por parte dos empregadores, que muito apreciam os que tem força de vontade em aprender e crescer.

Pedir ajuda segundo os maiores gestores, é fundamental para a solução, fazer o que simplesmente acha ser o melhor, isso sim pode ser uma lástima, além do mais, a pessoa que tem a humildade e a grandeza de saber que ninguém sabe todas as coisas e que a cada dia surgem novos fatos, sem dívida tem muito mais segurança no que faz, pois aprendeu sem “chutar” como algo simplista.

O que na maioria das vezes impede uma pessoa de pedir ajuda no trabalho, é devido ao orgulho exarcerrado, quem segue esse posicionamento de não pedir ajuda no trabalho, pensa que pode soar como uma falha, um prejuízo para a imagem profissional e acaba tomando decisões equivocadas que podem comprometer o bom funcionamento e até acarretar uma futura demissão, visto que um dia o acúmulo de coisas não resolvidas virá à tona, tudo isso pode ser evitado simplesmente entendendo que fazer perguntas pertinentes ao trabalho não ofende, não fere e em nada diminui ou arranha a imagem.

Para pedir ajuda no trabalho e solucionar o assunto em questão, não adianta ficar perguntando pelos corredores e gerar desgaste, é necessário consultar as pessoas certas, que estejam ligadas a questão apresentada e que acredite ter o conhecimento desejado para tirar as dúvidas. Ficar comentando com todos a todo momento, aí sim, não é uma postura adequada pois se mobiliza funcionários que mesmo que queiram de boa vontade ajudar, sabem tanto ou menos para auxiliar e esclarecer.

Como sugestão, diria que sempre que surgir uma dúvida e que após solucionada, deva-se anotar o passo-a-passo do procedimento adotado para a solução a medida que forem surgindo, essa é uma maneira inteligênte de proceder pois caso em outra ocasião surja a mesma dúvida, terá a resposta sem precisar fazer uma nova consulta demostrando que sabe tirar proveito das oportunidades que se tem em aprender. Adotar essa simples medida, certamente elevará o conceito profissional diante daqueles que supervisionam o seu trabalho, deixando claro que está disposto a aprender e que tem maturidade suficiente de quem sabe o que quer.


Sílvia Baptista

Título: Dúvidas no trabalho, devo pedir ajuda?

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 0

765 

Imagem por: Travis Isaacs

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    04-07-2014 às 23:02:39

    Quando eu tinha uma dúvida, perguntava logo do responsável, mesmo que fosse uma pergunta idiota. É melhor perguntar que fazer o serviço errado. Dá vergonha, mas é preciso enfrentá-lo!

    ¬ Responder
  • Grazi

    14-04-2014 às 16:42:32

    trabalho em uma empresa no setor administrativo. Sou só eu nesse setor. Além das chefes temos 3 vendedoras. Descobri que as 3 vendedoras estão abrindo a propria empresa e vao pedir a conta juntas em torno de 2 meses e não irao cumprir aviso. Contar ou nao ao chefe?
    Posso ficar na minha e esperar as chefes correrem atras de outros funcionarios mas meu salario é composto por comissao que depende das vendas. Quando elas sairem, até tudo se normalizar, meu salario cairá pela metade. Se contar à chefe, ela pode começar a procurar funcionario desde já. O que fazer?

    ¬ Responder

Comentários - Dúvidas no trabalho, devo pedir ajuda?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Travis Isaacs

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios