Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Electrodomésticos > Lavagem da cozinha

Lavagem da cozinha

Categoria: Electrodomésticos
Comentários: 1
Lavagem da cozinha

A tarefa de cozinhar, tão amada por alguns e detestada por outros, pressupõe, por uma questão de higiene e, em última análise, de saúde, a lavagem de alguns utensílios empregues no acto culinário.

Assim, por exemplo, as panelas costumam ser uma das grandes dores de cabeça. Todavia, existem pequenos truques que facilitam e desmistificam essa empreitada. As panelas de alumínio devem ser limpas com jornal e café em pó já usado, e as de esmalte com álcool. Para que as panelas não fiquem pretas ao cozer os ovos, basta deitar-se lá para dentro um bocadinho de limão ou umas gotas de vinagre.

Os resquícios de alimentos que ficam colados ao fundo da panela podem ser facilmente removidos deixando ferver um pouco de água com quatro colheres de sal durante quinze minutos. Este mesmo fundo, se de alumínio, manterá o brilho colocando a panela molhada, depois de lavada, ao lume dois ou três minutos, e passando depois com palha-de-aço seco.

Este esfregão é também muito útil para tirar as manchas vermelhas que permanecem na panela de pressão quando se coze feijão e os laivos amarelos deixados pela fritura, em ambos os casos passando-o quando os recipientes estiverem quentes. Remover as máculas das frigideiras de alumínio já não é segredo: só tem de lá se cozinhar alguns pedaços de maçã com água por breves minutos e as sertãs ficarão imaculadas.

No que se refere ao congelador, utiliza-se bicarbonato de sódio e água a ferver na sua limpeza. Cheiros assaz fortes e odores incomodativos e persistentes fazem-se desaparecer pondo uma chávena de café em pó dentro do próprio congelador.

O fogão, onde inúmeras barrigas se roçam durante horas a fio, a um ritmo diário, protagoniza, habitualmente, uma relação de “amor-ódio” com os utilizadores, mormente se forem estes os responsáveis pela sua higienização, e sobretudo se ele albergar uma quantidade exacerbada de vestígios alimentares. Ainda assim, não é motivo para desespero. Os bicos do fogão (que não mordem!) podem ser facilmente limpos em água a ferver com sal, vinagre, gotas de limão e detergente em pó. Esfregando com uma esponja de aço, consegue-se eliminar as manchas com maior rapidez.

Não obstante, se se cobrir toda a chapa do fogão com papel de alumínio, deixando apenas os bicos a descoberto, evita-se a sujidade e conserva-se a pintura e o esmalte (se for caso disso) desta utilidade doméstica.

Se o fogão estiver mesmo muito sujo, há que lavá-lo com água e um bocadinho de bicarbonato de sódio, para facilitar. Não é assim tão difícil “dar banho” à cozinha, pois não?



Maria Bijóias

Título: Lavagem da cozinha

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

619 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    28-04-2014 às 05:52:52

    Gostei muito do texto. Lavo a cozinha com água e um pouco de um produto que sai a sujeira rapidinha, só não me recordo o nome agora. Também farei o teste com o bicarbonato de sódio, obrigada pela dica.

    ¬ Responder

Comentários - Lavagem da cozinha

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios