Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > DVD Filmes > A orfã - ótimo filme de terror

A orfã - ótimo filme de terror

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: DVD Filmes
Visitas: 10
Comentários: 6
A orfã - ótimo filme de terror

A orfã (Orphan) é um filme de suspense e terror feito em 2009 dirigido por Jaume Collet-Serra.

Interpretada magistralmente pela atriz Isabelle Fuhrman , a personagem principal Esther parece a princípio uma criança encantadora e inteligente com um sorriso cativante e um carisma incrivel.

O casal Kate( Vera Farmiga) e John (Peter Sarsgaard) é um casal ainda traumatizado por uma terrível tragédia : Kate havia perdido uma filha durante o parto e para tentar esquecer essa tragédia, resolvem adotar uma criança.

O casal visita uma comunidade de freiras onde há crianças a espera de serem adotadas, e a princípio nenhuma criança parece despertar o interesse do casal, até eles conhecerem Esther , uma criança encantadora de apenas 9 anos que cativa o casal com sua inteligência e educação.




Kate e John resolvem adotar a menina e a princípio tudo vai muito bem, com Esther procurando ser amável com seus pais adotivos e com seus "novos irmãozinhos" Daniel um menino de 10 anos de idade e a menina Max que é deficiente auditiva.

Daniel logo de cara pressente algo errado com Esther mas procura tentar aceitá-la, porém aos poucos Esther começa a ter desvios de comportamento , como na escola onde por ser uma aluna nova e por se vestir de uma maneira diferente dos demais, é ridicularizada e perseguida pelos colegas.

A partir dái a menina "inocente " começa a mostrar sua verdadeira face, com uma frieza impressionante ela comete uma série de barbaridades: Empurra por vingança propositadamente do alto de um brinquedo em um parque a colega de escola que lhe perseguia e com isso quase provoca a morte da menina.

Depois numa das cenas mais violentas e chocantes do filme assassina com frieza e crueldade a golpes de martelo a irma Abigail com a ajuda da filha do casal Max que apavorada com a crueldade de Esther nada pôde a não ser obedecer Esther.A irmã Abigail era a responsável pelas crianças na comunidade de freiras onde Esther se encontrava.

Era outra vingança de Esther pois a irmã Abigail visitou os pais adotivos de Esther e relatou que a menina teve um histórico de problemas na escola russa onde estudava , pois sempre acontecia um acidente quando Esther estava por perto.

E a filha do casal Max é constantemente ameaçada por Esther para ajudá-la em suas maldades e Daniel começa a desconfiar de Esther .

Há outras cenas marcantes como quando Esther tenta " seduzir " John,e quando Esther tenta matar o filho do casal Daniel.

Sem contar o terrível segredo sobre Esther que é revelado quase no final do filme, que é de arrepiar.

Não irei contar tudo sobre o filme senão perde a graça para quem não assistiu, mas vale a pena alugar esse filme, o carisma da atriz que interpreta Esther é incrível, apesar de tanta maldade "quase" conseguimos gostar de Esther.


Nilson Empreendedor

Título: A orfã - ótimo filme de terror

Autor: Nilson Empreendedor (todos os textos)

Visitas: 10

767 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 6 )    recentes

  • nayara vitoria goncalves ferreira

    01-10-2014 às 22:54:10

    ola eu quero assistir o filme da orfa

    ¬ Responder
  • jeniffer garcia

    20-09-2014 às 21:33:02

    e muito bom o filme a orphan.o melhor filme que eu ja vii.amei...

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãograziela

    09-09-2014 às 17:52:05

    Eu gostei do filme da orfã! Parabéns para vcs!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    28-04-2014 às 04:39:02

    Os filmes de terror são ótimos para quem gosta. Esse filme, a orfa, deve mexer muito com as emoções...

    ¬ Responder
  • liorlanda

    24-04-2014 às 13:20:16

    amei o filme

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSofia Nunes

    12-09-2012 às 17:35:10

    Sem dúvida um filme a não perder pela parte dos aficionados de filmes de terror, «Orfã» é um filme felizmente pouco carregado de clichés (o que se tem tornado comum no cinema de suspense). O seu desenlace é inesperado e todo o filme nos causa uma sensação de mal-estar e medo, sendo salpicado com a sua dose de sustos, cumprindo assim as funções principais necessárias a um filme de terror. Vale a pena espreitar.

    ¬ Responder

Comentários - A orfã - ótimo filme de terror

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os descendentes de Eça

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Os descendentes de Eça\"Rua
Recentemente, por via da comunicação social, soubemos da entrega do prémio Leya, a um trineto de Eça de Queirós. Julgo que bastou essa noticia, para que todos ficássemos curiosos sobre os seus descendentes…esse mistério, como o Mistério da Estrada de Sintra, começou a adensar-se entre quem se interessa por estas coisas da literatura e da genealogia…então aqui deixo algumas notas que poderão ser importantes para quiçá, um dia, um qualquer jornalista, ou editor, se lembre, de conseguir reunir todos os seus descendentes vivos e se tire uma fotografia de família.

José Maria Eça de Queirós, escritor pródigo da nossa nação, contraiu matrimónio em 1886, com Emília de Castro Pamplona Resende, condessa de Resende, deixando à data de sua morte, em Paris, quatro filhos como seus descendentes e herdeiros diretos; foram eles António Eça de Queirós, Maria Eça de Queirós, Alberto Eça de Queirós e José Maria Eça de Queirós; portanto três meninos e uma menina.
Através do site Geneall.net, foi possível perceber as linhas genealógicas que se seguiram aos seus filhos. No entanto, nem todos os nomes dos seus bisnetos e trinetos estão aí presentes, com certeza por motivos de ordem pessoal, de resguardo da privacidade, motivos que não podemos questionar. Porém, é possível, pelo menos determinar a existência desses membros da família queirosiana.

De antemão sabemos que não houve descendência por parte de dois dos seus filhos, António Eça de Queirós e de Alberto Eça de Queirós.
Maria Eça de Queirós teve dois filhos, uma menina e um menino, porém a menina morreu muito nova, ficando apenas o menino, de seu nome Manuel Pedro Benedito de Castro, que mais tarde casou com Maria da Graça Salema de Castro, a mulher que se tornou a primeira diretora da Fundação Eça de Queirós, na casa de Tormes, pertença da família da esposa de Eça de Queirós. Como Manuel Pedro Benedito de Castro não teve filhos, sabemos que por este ramo, terminou a descendência do escritor.

Convém, entretanto, acrescentar aqui uma curiosidade. Depois do regresso a Portugal da viúva de Eça, ela e os filhos, foram residir para a casa da Granja, pertencente à família de Sophia de Mello Breyner. Inicialmente como esta casa costumava ser arrendada pela família de Sophia, Emília de Castro, arrendou-a, vindo a compra-la uns anos depois. Portanto, é aqui nesta casa que ela cria os seus filhos, e é onde, José Maria Eça de Queirós, um dos seus filhos, permanece após a sua morte, tendo criado aqui os seus filhos e netos, e tendo aqui também falecido.

Podemos então seguramente afirmar que a sua grande linha de descendência parte do seu filho, com o mesmo nome, José Maria Eça de Queirós, que teve também ele, atente-se à curiosidade, quatro filhos, neste caso, ao inverso, um menino, e três meninas, respetivamente de seus nomes, Manuel Eça de Queirós, Maria das Dores Eça de Queirós, Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós e Emília Maria de Castro Eça de Queirós. Esta ultima, Emília, teve ao que consta nove filhos, sendo que um deles, Afonso Maria Eça de Queirós Cabral, é quem atualmente preside à Fundação acima citada, depois da morte da primeira presidente, referida atrás, Maria da Graça Salema de Castro.

Manuel Eça de Queirós por sua vez teve seis filhos, Maria das Dores Eça de Queirós teve três filhos, e Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós, dois filhos. Somados, contabilizamos vinte, os bisnetos do famoso escritor. Seria interessante avançar um pouco mais nos ramos genealógicos e aflorar quem são ou pelo menos, quantos são os trinetos e tetranetos de Eça, por conseguinte fica aqui o desafio, pois é certo que porventura alguns destes descendentes não se conhecem, e nunca terão trocado qualquer impressão sobre o seu ascendente, para uns, bisavô, para outros trisavô, e ainda para outros, tetravô.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Os descendentes de Eça

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios