Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Biografias > Henry Dunat e a Cruz Vermelha

Henry Dunat e a Cruz Vermelha

Categoria: Biografias
Henry Dunat e a Cruz Vermelha

As origens da Cruz Vermelha remontam à Batalha de Solferino, em 1859. Esta batalha realizou-se no norte de Itália, perto de uma cidade denominada Solferino, entre a Áustria e a França. Desta batalha resultaram cerca de 40 mil vítimas mortais e outros milhares de feridos. Henry Dunant, com o objectivo de ajudar os feridos, reuniu o maior número de mulheres e camponeses para colaborar. O exército francês saiu vitorioso desta batalha.
Após o confronto, muitos dias sangrentos se seguiram. Eram múltiplas as tentativas para salvar o maior número de soldados. Henry Dunant pensou que isto nunca mais poderia voltar acontecer.

Mais tarde, Dunant regressa à Suíça e conta o que viu.

Jean Henry Dunant foi o idealista da Cruz Vermelha. Ele e mais quatro amigos assumiram a responsabilidade de criar uma comissão que ajudasse os doentes e os feridos.

Passado algum tempo, Dunant e os seus amigos pediram a vários países para enviar os seus representantes a Genebra e dizem-lhes: "Criámos um regulamento relativo aos tratamentos a dar aos doentes e aos feridos. Se os senhores aprovarem estas leis, escrevam o vosso nome no fim da folha. Terão assim assinado as Convenções de Genebra". Todos os países devem obedecer as estas leis.

Assim, Henry Dunant e os seus amigos criaram uma comissão designada Comité Internacional da Cruz Vermelha.

Os objectivos da Cruz Vermelha são sete: Humanidade, Imparcialidade, Independência, Naturalidade, Voluntariado, Unidade e Universalismo.

Sendo uma organização humanitária, tem como fundamento básico a defesa e o respeito pelo ser humano. É imparcial, pois não distingue raças, credos ou ideologias. Toda a sua intervenção não é determinada por juízos de valor ou pré noções. É independente porque aplica autonomamente orientações independentes de acordo com as Sociedades Nacionais em causa. É neutral devido a ser uma organização internacional, e desta forma, amplamente abrangente, é neutra em toda a sua intervenção, não tomando posicionamentos que possam prejudicar a organização. Voluntariado é o pilar fundamental da organização e encontra-se na base de todo o Movimento. O sexto objectivo é a Unidade devido a esta ser a única em cada território nacional, de forma a existir uniformidade na sua intervenção. Universal pois trata-se de uma organização mundialmente reconhecida.


Daniela Vicente

Título: Henry Dunat e a Cruz Vermelha

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 0

601 

Comentários - Henry Dunat e a Cruz Vermelha

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios