Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Biografias > Frida Kahlo

Frida Kahlo

Categoria: Biografias
Visitas: 8
Frida Kahlo

Quem foi Frida Kahlo, estilo artístico, surrealismo, biografia resumida, obras, frases, artes plásticas mexicana
Nome Completo

Magdalena Carmen Frieda Kahlo y Calderón

Quem foi

Frida Kahlo foi uma importante pintora mexicana do século XX. É considerada, por alguns especialistas em artes plásticas, uma artista que fez parte do Surrealismo. Porém, a própria Frida negava que era surrealista, pois dizia que não pintava sonhos, mas sua própria realidade. Destacou-se ao defender o resgate à cultura dos astecas como forma de oposição ao sistema imperialista cultural europeu.

Nascimento

Frida Kahlo nasceu na cidade de Coyacán (México) em 6 de julho de 1907.

Morte

Frida Kahlo morreu na cidade de Coyacán (México) em 13 de julho de 1954.

Biografia resumida

- Estudou, no início da juventude, na Escola Preparatória Nacional.

- Com 18 anos de idade sofreu um grave acidente de ônibus. Para ocupar as horas vagas, durante a recuperação, passou a pintar.

- Em agosto de 1929, casou-se com o pintor mexicano Diego Rivera com quem teve um casamento tumultuado e instável.

- Morou nos Estados Unidos com Diego Rivera entre os anos de 1931 e 1934.

- Divorciou-se de Rivera em 1939, embora tenha mantido relações com ele nos anos seguintes.

- Em 1939, Frida expôs sua obra em Paris, na galeria Renon et Collea.

- Deu aulas de introdução à pintura, a partir de 1943, na Escola La Esmeralda na Cidade do México.

- Sofreu três abortos durante a vida.

- Teve uma vida marcada, principalmente após o divórcio, pelo consumo abusivo de álcool. Dizia que era para aliviar o sofrimento que sempre marcou sua vida.

- Após uma grave pneumonia, morreu em embolia pulmonar em 13 de julho de 1954.



Estilo artístico

- Abordagem de temas pouco ortodoxos.

- Estética muito próxima do Surrealismo.

- Influência da arte folclórica indígena mexicana, cultura asteca, tradição artística europeia, masrxismo e movimentos artísticos de vanguarda.

- Pintou muitos autorretratos, paisagens mortas e cenas imaginárias.

- Uso de cores fortes e vivas.

- Abordagem de temas de sua própria vida.

- Presença de objetos simbólicos em suas obras.

Principais obras

- Autorretrato em vestido de veludo, 1926
- O ônibus, 1929
- Frida Kahlo e Diego Rivera, 1931
- Henry Ford Hospital, 1932
- Autorretrato com colar, 1933
- Meus avós, meus pais e eu, 1936
- As duas Fridas, 1939
- Autorretrato com cabelos cortados, 1940
- Autorretrato com colar de espinhos e colibri, 1940
- Autorretrato como tehuana, 1943
- Diego em meu pensamento, 1943
- O veado ferido, 1946
- Diego e eu, 1949
- O marxismo dará saúde aos doentes, 1954


Frases

- "Para que preciso de pés quando tenho asas para voar?"

- "Eu nunca pinto sonhos ou pesadelos. Pinto a minha própria realidade."

- "Bebi porque queria afogar minhas mágoas, mas agora as coisas malditas aprenderam a nadar."

- "Eu pinto autorretratos porque estou muitas vezes sozinha e porque eu sou a pessoa que eu conheço melhor."

- "A pintura tem ocupado minha vida. Perdi três filhos e uma série de coisas que poderiam ter preenchido a minha vida horrível. A pintura substituiu tudo. Eu acho que não há nada melhor do que trabalhar. "


Elisangela Lourenço de Oliveira

Título: Frida Kahlo

Autor: Elisangela Lourenço Oliveira (todos os textos)

Visitas: 8

186 

Comentários - Frida Kahlo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios