Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Biografias > Elvis Presley - O Aclamado Rei do Rock

Elvis Presley - O Aclamado Rei do Rock

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Biografias
Visitas: 4
Elvis Presley - O Aclamado Rei do Rock

Elvis Presley, que é, na minha opinão, a maior lenda da música a nível mundial, nasceu a 8 de Janeiro de 1935 em Tupelo, Mississipi, um ano decorrido do casamento dos seus pais. Vinha acompanhado pelo seu irmão gémeo Jesse Garon, infelizmente nado-morto.

Pelos seus dez anos já mostrava talento, cantando em concursos em Tupelo. Um ano mais tarde recebeu a sua primeira guitarra. Aos doze anos de Elvis, a família Presley mudou-se para Memphis, Tenessee, cidade agora ultra conhecida graças à lenda do rock.

Elvis, que cantou durante toda a infância e adolescência, começou a ser conhecido em 1954, quando gravou e lançou o single “That’s All Right (Mama)”. Um ano mais tarde selou contrato com a RCA Records.

Em Janeiro de 1956, ano no qual o coronel Parker se tornou oficialmente o representante de Elvis, este fez a sua primeira aparição na televisão norte-americana, interpretando “Heartbreak Hotel”, que alcançou o primeiro lugar no top dos EUA. No mesmo ano, músicas como “Don’t be Cruel” e “Hound Dog” foram lançadas, bem como seu primeiro filme - “Love me Tender”.

Aos 22 anos, Elvis comprou a mansão de Graceland, agora mundialmente conhecida e visitada, localizada num subúrbio de Memphis. Dois anos volvidos, em Março de 1958, iniciou o serviço militar. Uns escassos cinco meses depois a sua mãe, Gladys, faleceu. Diz-se que Elvis nunca recuperou do desgosto causado pela sua perda.

Em Março de 1960 foi dispensado do exército, voltando a lançar músicas que alcançavam os primeiros lugares nas tabelas norte-americanas e também britânicas.

Elvis casou com Priscilla Beaulieu em Las Vegas no mês de Maio de 1967, sendo que nove meses depois nasceu a sua única filha, Lisa Marie Presley. Em 1969, após uma ausência de oito anos dos palcos, Elvis regressa. Nos anos que se seguem, êxitos como “In the Ghetto”, “Suspicious Minds” e “Good Luck Charm” entraram nas tabelas e alcançaram o primeiro lugar.

Após seis anos de casamento, Elvis e Priscilla Presley divorciaram-se, corria o ano de 1973. Em 1977, Elvis morreu em Graceland, vítima de uma ataque cardíaco, provocado pelos seus excessos com comprimidos. Como usualmente acontece, Elvis tornou-se ainda mais famoso após a sua morte. A sua casa, Graceland, hoje um museu, é a segunda mais visitada nos Estados Unidos da América.


Sofia Nunes

Título: Elvis Presley - O Aclamado Rei do Rock

Autor: Sofia Nunes (todos os textos)

Visitas: 4

636 

Comentários - Elvis Presley - O Aclamado Rei do Rock

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios