Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Queridas rugas

Queridas rugas

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Beleza
Comentários: 1
Queridas rugas

As queridas rugas começam aparecer, sejam de expressão ou da velhice, elas aparecem. Lamento se vos estou a dar um a péssima notícia. Eu própria ainda estou em choque. Eu posso lançar simples e naïf sorriso, que aparece logo uma ruguita na testa (aliás não tenho a certeza que se escreva assim ruguita, o que interessa é a ideia basicamente). Parece que atrai.

Pior que bruxedo. Se até agora tenho aconselhado o nosso amigo Sol pela vitamina D e a sua ajuda na produção de hormonas do bom humor, no caso das rugas, minhas queridas leitoras, deve fugir dele, como o diabo foge da cruz (mas que mal tem a cruz, ainda se fosse o vampiro do alho, até compreendia). Sim, é a sentença de óbito da nossa pele. Começamos a vê-la ser sepultada e o coveiro é o Sol. O melhor conselho que vos posso dar é beber água até cair. Quando caírem é sinal que está bom. Bem, agora a falar a sério, a água é um ótimo agente de limpeza, pois transpiramos, infelizmente, ou neste caso, felizmente, e assim ficamos limpinhas. Digam adeus à gordura, à poluição e outros amiguinhos espertos que invadem a nossa pele diariamente.

Malditos sejam! Já estou neste momento a contactar o professor Marurabibabicaca para fazer-vos uma magia negra. Que bela indireta! Comer bem não significa encher a pança até não conseguir dobrar a barriga, mas comer alimentos co vitaminas, pois a sua carência provoca o envelhecimento. O melhor que tem a fazer em relação à alimentação é evitar os alimentos que toda a gente gosta. É muito mais simples dizer assim do que ter de enumerar todos aqueles alimentos chatos que insistem em aparecer nos supermercados, entrarem nos nossos cestos e ainda apanhar boleia para a nossa casa. Que lata! Sugira todos aqueles alimentos que você sabe que fazem bem, ou seja, as verduras, os legumes, as frutas e os cereais integrais. A pior parte é o exercício físico. Está uma pessoa sentada no sofá e às X horas bate à porta e não cala até nos levantarmos. Não acho isto normal, de todo.

Daniela Vicente

Título: Queridas rugas

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 0

611 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    09-09-2014 às 06:12:09

    As rugas são inevitáveis! Mesmo que fiquemos tristes com o seu aparecimento, não podemos deixar de cuidar da nossa aparência. O uso de cosméticos até ajuda, mas descobri algo muito bom e bem econômico: beber muita, muita água mesmo! Faça isso!

    ¬ Responder

Comentários - Queridas rugas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios