Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Pedicura – Beleza e Saúde

Pedicura – Beleza e Saúde

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Beleza
Comentários: 1
Pedicura – Beleza e Saúde

A beleza está na moda. Os cuidados com o corpo e com a imagem ganharam nos últimos anos uma grande dimensão e nos dias que correm a má apresentação ou um look descuidado é sinónimo muitas vezes de falta de amor -próprio.

Para ter um bom aspeto não é necessário investir muito dinheiro, visto vivermos a época em que os recursos são imensos, de aquisição fácil e a preços competitivos.

Se a beleza e o bom aspeto são importantes, se associados à saúde, bem melhor. Uns pés cuidados e tratados são fundamentais para associarmos estes dois fatores.

A pedicura foi durante muitos anos cara a associada a cuidados e beleza feminina, mas nos dias que correm, a ida à pedicura é perfeitamente normal para qualquer pessoa independentemente do sexo.

No entanto existem ainda muitas pessoas que julgam que os serviços de uma pedicura são caros e roubam tempo, mas a realidade não é essa.

Existem inclusive serviços de manicura e pedicura ao domicílio e os valores não são caros e bastante acessíveis. Os anúncios na internet multiplicam-se, quer o serviço seja efetuado num spa, num cabeleireiro normal, ou ao domicílio.

Os serviços num spa são ligeiramente mais caros, mas são acompanhados por óleos diferentes de um serviço de pedicura normal, e as massagens fazem de facto toda a diferença.

Com os cuidados de saúde de pedicura, muitas tem sido as descobertas e invenções. Nos Estados Unidos da América, por exemplo, está na moda deixar os peixes fazerem todo o trabalho de remoção de peles mortas. A coisa parece ser fácil, visto a única coisa necessário ser colocar os pés numa bacia com água e peixinhos lá dentro. O resto, são eles que fazem.

Se continua a achar que não necessita de cuidados de uma profissional, e que até é uma pessoa desenrascada, saiba na realidade como se devem tratar os pés.

A pele dos pés e mais resistente do que a do resto do corpo. Assim, a acumulação de peles mortas é muito maior. Uma vez por semana e logo após o seu banho, lime os pés com uma lima própria ou com pedra pomos. O ideal de ser feito depois do banho é exatamente porque nesta altura a pele encontra-se mais mole e mais fácil de remover.

Cremes hidratantes são obrigatórios e ao cortar as unhas não as deve deixar muito grandes, nem muito pequenas. As inflamações e as unhas encravadas são uma realidade.

Lave-os, mime-os. Os pés são resistentes mas não são infalíveis.


Carla Horta

Título: Pedicura – Beleza e Saúde

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

615 

Imagem por: lulugal0870

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    10-09-2014 às 17:28:16

    Estou precisando urgentemente fazer uma boa limpeza nas unhas dos pés. Eles estão muito mal tratados, realmente, a pedicure não é só beleza, mas saúde também!

    ¬ Responder

Comentários - Pedicura – Beleza e Saúde

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: lulugal0870

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios