Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Dicas para acabar com a caspa

Dicas para acabar com a caspa

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Beleza
Visitas: 4
Comentários: 1
Dicas para acabar com a caspa

A caspa é um problema que surge frequentemente em pessoas de todas as idades. E, segundo a opinião dos dermatologistas quase toda a gente a tem em maior ou menor grau.
Os problemas relacionadas com ela são a comichão na cabeça que se torna bastante desagradável bem como inestética à vista.

Pode ser considerada uma doença, chamada dermatite seborreica, se o couro cabeludo estiver irritado, com descamação abundante e manchas avermelhadas, ao longo do pescoço. Neste caso torna-se imprescindível ir ao médico para fazer medicação adequada.
No dia-a dia, não se deve ignorar a caspa, nem muito menos coçar a cabeça. Este gesto, se repetido pode provocar ferimentos na cabeça e acabar numa infeção.

Para minimizar o desconforto da caspa e acabar com ela deve:

lavar-se com frequência o cabelo, todos os dias se necessário, para controlar melhor a caspa, com um champô suave.
A caspa é frequentemente provocada devido a um couro cabeludo demasiado oleoso, por isso se deve usar champô diluido em água destilada, para ficar mais suave.

Se ela persistir com champô suave deve mudar-se para um anticaspa, que contenha sulfureto de selénio ou zinco, que atuam eficazmente e atrasam a multiplicação das células do couro cabeludo. Os champõs de enxofre e ácido salicílico libertam as escamas e os antibacterianos reduzem as hipóteses de infeção. Aqueles que contêm alcatrão atrasam o crescimento das células.

Se a caspa for intensa o ideal é usar alcatrão, no entanto deve deixar-se atuar o champô por cinco ou dez minutos. O seu cheiro é um pouco intenso mas atualmente já existem alguns mais agradáveis.
Se os champõs forem demasiado agressivos para o tipo de cabelo, deve alternar-se com um mais suave.

O importante para o champõ surtir efeito é aplicar sempre duas camadas, ou seja pode colocar-se uma camada quando se entra no duche e a outra no final. Depois é só retirar com muita água para não deixar resíduos.

Há quem goste de colocar uma touca e deixar o champô, mais tempo no cabelo molhado. Claro que é uma boa opção, para curar mais rápido.
Contudo os champôs podem não ser tão bons para algumas pessoas. O ideal é experimentar primeiro e se não fizer efeito mudar para outro. O ato de massajar suavemente o couro cabeludo, quando se aplca o champõ é benéfico, pois ajuda a soltar as películas mais graves da caspa.

Para além destes cuidados deve ainda usar-se tomilho em infusão com frequência. Depois de o ferver em água, deve deitar-se a mistura no cabelo molhado e lavado.
Por vezes os champõs anticaspa são um pouco agressivos e por isso deve também usar-se um amaciador para neutralizar o seu efeito.Pode ainda optar-se por um óleo suave, tapando com uma touca durante trinta minutos.

O sol é cnsiderado bom para a caspa, de modo que uma ligeira exposição de luz ultravioleta direta tem um efeito anti-inflamatório em peles com escamas. A tendência é para a caspa melhorar no verão.

As emoções também desencadeiam e agravam as condições da pele, tal como a caspa e dermatites. O ideal é eliminar o stress e fazer exercícios físicos para acalmar.
Quem sofre deste problema com frequência deve investir em produtos benéficos, eliminar os nervos e emoções e apanhar uns raios de sol.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Dicas para acabar com a caspa

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 4

767 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    10-09-2014 às 16:15:39

    Já tive caspa e sei bem como é. Uma das coisas que fiz foi usar um anticaspa e foi bem eficiente. Usei durante um longo período e fiquei mais aliviada!

    ¬ Responder

Comentários - Dicas para acabar com a caspa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios