Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Para que serve um Museu hoje?

Para que serve um Museu hoje?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Arte
Visitas: 141
Comentários: 10
Para que serve um Museu hoje?

Para compreendermos a pergunta “Para que serve um museu hoje”, temos que começar por entender a sua evolução como instituição.

O museu como instituição cultural tem como objetivo principal transmitir uma determinada mensagem, fundamentada na sua identidade como museu.

O museu surge na sociedade fruto da consequência da necessidade do homem em colecionar determinado tipo de objetos, (aos quais aplicava uma determinada carga emocional, quer fosse por este representar algo de valor afetivo ou apenas por ser belo, fazendo com que estes possuam um valor no presente) e consequentemente tivesse necessidade de os organizar de modo a que outros os pudessem observar. Ao mesmo tempo que a sociedade foi evoluindo o mesmo foi acontecendo com a instituição denominada como museu. Se no início era fácil defini-lo, nos dias que correm o conceito de museu tornou-se bastante mais abrangente e complexo, quer como instituição quer a nível dos seus objetivos.

Nos dias que correm as expectativas dos visitantes vão sendo cada vez maiores e cabe aos museus tentar ir ao encontro dessas mesmas expectativas. Num conceito tradicional e simplista os museus são vistos como instituições cujo objetivo é divulgar cultura sem que daí possa advir algum tipo de lucro, contudo a realidade por que passam estas instituições levam-nas muitas vezes a pensar no seu futuro e como é possível atingirem o seu objetivo de forma eficaz, com criatividade, eficácia, interatividade e de alguma forma conseguirem alguns fundos que permitam a manutenção do museu e ao mesmo tempo justifiquem a existência do mesmo. Todas estas razões mencionadas anteriormente levam-nos a pensar na questão “Para que serve um museu hoje”.

Com a necessidade de acompanharem os seus visitantes o museu abrange nos nossos dias várias áreas que trabalha com o objetivo de conseguir um “produto” que seja atrativo para quem o visita e que cative não só numa primeira visita mas que funcione a longo prazo, fazendo com que alguns desses voltem a visitar o museu. Ao museu está inevitavelmente incutida a tarefa de instruir os seus visitantes através da cultura que nele existe.

A sociedade encontra-se hoje mais instruída e consciente daquilo que podem obter da cultura, e ela está hoje em dia ao alcance de qualquer um, cada vez mais é uma opção que ajuda ao desenvolvimento da própria sociedade. Desta forma os próprios museus promovem atividades que funcionam a nível local, contribuindo para o seu desenvolvimento. É muitas vezes através desta instituição que é possível a uma determinada região, cidade ou até país atrair os seus turistas.

Existiu a necessidade de criar mais interesse e dinamismo no museu de forma a que este se tornasse mais competitivo e estivesse ao nível de competir com as inúmeras oportunidades de lazer e cultura a que nos é possível ter acesso nos dias que correm. Desta forma o museu foi-se tornando num veículo de conhecimento e educação cuja vertente pode abranger diversas áreas de intervenção dependendo da sua própria identidade. Por estes motivos os museus foram-se adaptando e criando novas áreas interventivas fazendo com que exista uma multidisciplinaridade que torna possível o seu objetivo.

Hoje funciona quase como uma empresa, onde existe uma necessidade de conhecimento do mercado e de inovação que levem a que os visitantes se sintam atraídos para o visitar, quer pontualmente quer frequentemente através de atividades ou outro tipo de elemento atrativo. E essa oferta é vasta nos dias que correm, aliada à visita em si ao museu, às obras que expõe, é possível em muitos deles o visitante usufruir de lojas de lembranças, de cafetaria, de espaços para crianças com atividades dirigidas às mesmas e espaços de lazer, onde é possível desfrutar quer da paisagem envolvente quer de espaços ajardinados.

Apesar do seu objetivo principal se manter o mesmo ao longo dos anos, colecionar, preservar, estudar e dar a conhecer história e cultura, a sociedade evoluiu e com ela existiu a necessidade do conceito de museu evoluir também de forma a conseguir atrair novos visitantes e ao mesmo tempo conseguir suportar as suas próprias necessidades enquanto instituição. Desta forma hoje em dia o museu proporciona-nos alguns tipos de serviço como cursos, workshops, palestras, projetos com escolas, oficinas, concertos, espaços de lazer, bibliotecas entre outros, assim é-lhe possível ter um papel ativo, ao nível interventivo com o seu visitante, não se “limitando” a mostrar as obras nele exposto.

O museu nos nossos dias proporciona-nos uma oferta de largo espetro que nos permite absorver cultura, conhecimento e bem-estar em torno de um espaço físico, onde o mesmo está inserido.

Com tudo isto é-nos fácil entender que o papel que um museu representa na sociedade dos nossos dias é bem mais abrangente do que há alguns anos atrás. Continua a ser um veículo de educação e cultura, mas serve para mais do que isso, tornou-se num local de referência contribuindo para o desenvolvimento da sociedade que o envolve, e consegue hoje através do uso de novas tecnologias ser mais interativo, ao ponto de ser já em muitos deles possível fazer visitas online.


Sónia Henriques

Título: Para que serve um Museu hoje?

Autor: Sónia Henriques (todos os textos)

Visitas: 141

788 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 10 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãofigo

    17-06-2014 às 23:08:43

    Adorei visitar museus em Inglaterra e na Itália ,... e este texto sobre para que servem os museus hoje foi muito interessante e correto, parabéns

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    22-04-2014 às 16:06:42

    Cada museu tem a sua peculiaridade. É sempre bom visitá-lo e conhecer a sua história. A Rua Direita incentiva a todos a tirarem um tempinho e a conhecerem tanto nas viagens como em sua própria cidade.

    ¬ Responder
  • jorge

    23-08-2013 às 12:16:58

    dahora maneiro eas bike enpina !! oksposk

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatização451462

    01-05-2013 às 11:51:42

    Mto bom explica o q realmente é um museus! Parabéns!

    ¬ Responder
  • João

    12-03-2013 às 15:07:29

    ai que otaria

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatização4456

    24-01-2013 às 09:59:53

    48888

    ¬ Responder
  • Sónia HenriquesSónia Henriques

    13-01-2013 às 06:57:26

    Se gostou do meu texto comente! obrigado

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãoed

    17-10-2012 às 22:57:29

    muito bom texto....interessante assunto sobre museus

    ¬ Responder
  • Anônimo

    02-08-2013 às 13:53:07

    noossa q idiotice...tôbrincando ajudou muito para minha pesquisa escolar

    ¬ Responder
  • Sónia HenriquesSónia Henriques

    23-10-2012 às 21:37:42

    Obrigado!

    ¬ Responder

Comentários - Para que serve um Museu hoje?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios