Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Animais Estimação > Eduque o seu gato a gostar de si

Eduque o seu gato a gostar de si

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Animais Estimação
Comentários: 4
Eduque o seu gato a gostar de si

Gato não tem senso de hierarquia. Seu dono é apenas mais um na sua rede de convivências. A liberdade é o mais importante, especialmente à medida que vão alcançando a maturidade. Então, como tornar o gato um companheiro fiel?

Comece respeitando o modo de viver do gato, sabendo que não se pode impor educação. Antes, é preciso fazê-lo aceitar o que é correto, do contrário, ele fará tudo exatamente da forma como você não deseja.

O filhote será sempre muito parecido com os pais, portanto, observe se estes são recetivos ao toque. Fazendo isso você estará prevenindo levar uma fera para criar.

Em casa, deixe-o à vontade. Se desejar brincar, ofereça objetos e brinque também, se possível. Tenha em mente que é o gato que precisa permitir sua entrada na vida dele. Assim, respeite os horários adotados para dormir, comer ou realizar outras atividades.

Os gatos comem pouco e várias vezes ao dia. Disponha o alimento em lugar que ele tenha acesso, quando quiser. E como dormem muito, ofereça conforto para que se enrosque e desfrute um sono profundo e reconfortante.

A higiene é acentuada. Disponha um vaso onde ele possa depositar os excrementos, deixando-o longe do lugar do alimento. Sem vaso, o gato procurará local para enterrar os dejetos. Mas se houver qualquer mudança na rotina, o felino poderá protestar, fazendo suas necessidades em lugar indesejado. Descubra urgentemente o que há de errado para ele.

Ensine limites. Quando fizer algo inconveniente, intimide-o oralmente. Um truque bem sucedido é imitar o chiado dos gatos quando estão bravos. Mas não deixe que perceba que é o dono quem está chiando. Se descobrir que não é um gato mais forte desaprovando-o, você perderá sua confiança. Para que tome as atitudes que deseja, ofereça alternativas compensatórias, de forma que ele goste e as adote como as melhores.

Depois de compreendê-lo, o mais importante é conseguir manipulá-lo. Massagens no corpo do animal serão excecionalmente benéficas, pois durante esse momento, o gato associará o prazer que está sentindo com o cheiro, a voz e a presença de seu dono. Na medida em que a massagem for se tornando uma rotina, a confiança do animal aumentará, e esta experiência se tornará indispensável. Mas comece devagar, sem imposições e percebendo os limites de aceitação do seu animal.

Presença, carinho e respeito são as regras deste jogo. E seu gato será seu companheiro inseparável, ofertando-lhe um amor incondicional.


Helena

Título: Eduque o seu gato a gostar de si

Autor: Helena Helena (todos os textos)

Visitas: 0

805 

Imagem por: gagilas

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • SophiaSophia

    16-06-2014 às 07:49:50

    Muito boa essas dicas de como educar os gatos a gostarem da gente. Creio que carinho não pode faltar..rsrsr
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Priscila Secco

    31-07-2012 às 18:40:25

    Boa Tarde ,

    Adotei um gatinho de oito meses a um mês , ele é um fofo , limpinho só faz suas necessidades na caixinha de areia , brinca o dia todo com as crianças , enfim é um amor de bichinho , o problema é minha cadela tb adotada mas a dois anos ela não aceita a vinda do gatinho e tenho que deixa-los separados o tempo todo o que me causa um grande desconforto pois as portas de casa tem de ficar trancadas e as crianças querem sair para brincar, mas se ela chega perto do gato os dois se pegam pra valer , ja tentei todos os métodos de adaptação que me foram passado até a veterinária da ong onde adotei o gatinho veio tentar uma aproximação ...
    Por favor se alguém souber o que devo fazer me ajude pois não quero me desfazer de nenhum dos dois ..

    ¬ Responder
  • GabrielGabriel

    30-07-2011 às 00:09:19

    @Caroline
    E pq mo gato não esta acostumado com seu ambiente, mudou o cheiro, a casa resumindo mudou tudo, se ele fica chiando tente a confiança dele, chega aos poucos devagar nele assim ele será o seu melhor amigo :D

    ¬ Responder
  • CarolineCaroline

    08-08-2010 às 14:42:22

    Olá.
    Gostaria de saber prq os gatos ficam ''changindo''? pois quando comprei o meu ele não estava e na primeira noite em meu apto ele ficou direto rangindo.

    ¬ Responder

Comentários - Eduque o seu gato a gostar de si

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Imagem por: gagilas

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios