Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Animais Estimação > Acupunctura Nos Animais

Acupunctura Nos Animais

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Animais Estimação
Acupunctura Nos Animais

“Mudam-se os tempos, Mudam-se as vontades…”, já dizia Luís de Camões e falava com uma enorme verdade!

A medicina não é, obviamente exceção, e se já nos conhecemos tão bem geneticamente, as medicinas alternativas, tem ocupado um lugar com substancial importância nas nossas vidas.
A medicina, terapia e medicamentos tradicionais são muitas vezes substituídos por medicinas e tratamentos alternativos.

Apesar do ceticismo de muitos relativamente às chamadas mesinhas, são cada vez mais os aficionados desta alternativa. Mesmo os mais descrentes, entregam-se a esta medicina para pequenas maleitas.

Com cerca de 2500 anos, a acupunctura é uma das medicinas alternativas mais procuradas. A acupunctura consiste na aplicação de agulhas em pontos definidos do corpo.

Esta prática de origem Chinesa é considerada um complemento de acordo com as terminologias da Organização Mundial de Saúde, e promove o equilíbrio energético, proporcinando o retorno da normalidade em todo organismo, não apenas energicamente, mas também de forma químico - biológica. Esta energia (eletricidade) do corpo que é manipulada através de estímulos em pontos específicos, comanda todo a fisiologia do organismo.

A acupunctura defende que o nosso corpo funciona não só com o fator químico - biológico, mas também com eletricidade, sendo esta a mais importante, ou seja a que controla todas as nossas funções. Como a acumputura controla a energia, consegue comandar as outras funções do organismo.

Curiosamente, a acupunctura não serve só para tratar pessoas, mas também animais.
Muitos animais têm, através da acupunctura deixado de ser sacrificados em consequência de doenças e dores crónicas.

Exemplo disso foi um estudo efetuado no Rio de Janeiro – Brasil, tendo por base um pequeno dálmata que com pouco mais de um ano, foi atropelado e corria o risco de morrer. Não conseguia andar e sofria de dores intensas.

Com a insistência dos donos, o cachorro fez 16 sessões de acupuntura, e não só escapou da morte, como voltou andar, e as dores desapareceram.

Assim como ele, muitos animais, sobretudo domésticos, têm, devido à acupunctura, deixado de ser sacrificados em consequência de doenças e dores crónicas.

O índice de melhoria nos casos de problemas neurológicos, dos ossos, músculos e articulações chega a 80% e resultado de cura vai de 60% a 70%. Para os mesmos problemas, a medicina convencional apresenta uma percentagem de melhoria que ronda os 50%, segundo alguns veterinários.

A acupunctura é indicada como tratamento para praticamente todos os problemas de saúde dos animais, e sua eficácia é também usada como anestésico.

Não é uma solução milagrosa e, em muitos casos, deve e tem de ser usada, em conjunto com a medicina convencional. Noutros casos como os de dor de coluna e paralisia, a medicina tradicional é a única opção porque os medicamentos existentes na medicina alternativa não funcionam ou têm eficácia insuficiente.

No final de contas, ao surtir efeitos positivos, porque não estarmos abertos a medicinas alternativas?


Carla Horta

Título: Acupunctura Nos Animais

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

619 

Imagem por: jpctalbot

Comentários - Acupunctura Nos Animais

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: jpctalbot

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios