Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Substitua o feijão sem prejudicar a saúde

Substitua o feijão sem prejudicar a saúde

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Visitas: 26
Comentários: 4
Substitua o feijão sem prejudicar a saúde

O feijão tem um cheirinho tipicamente brasileiro, quem vai morar em outro País, relata que, nos momentos de saudade, o cheiro do feijão faz falta. Há até quem sonhe com o vapor da panela de pressão tomando o cheiro por toda a casa. Mas, para muita gente, incluir os grãos na dieta é um suplício. Deixar de comer feijão não é um problema, desde que ele seja substituído por outros alimentos da família das leguminosas, afirma as nutricionistas. Lentilha, vagem, ervilha, soja e grão-de-bico são opções para variar o cardápio sem perder nutrientes como proteínas, ferro, cálcio, magnésio, zinco, vitaminas principalmente do complexo B, os carboidratos e fibras.

Basta uma porção diária da sua favorita. Trocar os grãos pelo caldo também não é um mau negócio.

O caldo é opção nutritiva para comer à noite sem ameaçar o sono, Isso porque a água em que o feijão foi cozido concentra parte das vitaminas que são liberadas durante o cozimento, além de altos teores de fósforo, potássio, magnésio e enxofre.

Saborear o caldo ainda é uma boa idéia. Para quem gosta de um jantar reforçado, porém a casca do feijão é que mantém os nutrientes. Devido à alta quantidade de fibras que o feijão fornece, há quem sinta um desconforto abdominal ao incluir o grão nas refeições próximas à hora de dormir, afirma os nutricionistas. O feijão também deve ser evitado à noite se você deseja emagrecer.

A alternativa para quem deseja perder peso é o chamado feijão verde, típico do Nordeste. Ele tem menos proteínas e também menos calorias do que o mulatinho e o preto, mais tradicionais nas outras regiões do País. Mas essa mesma quantidade de fibras tem muitos efeitos positivos para a saúde.

Há diminuição do risco de doenças cardiovasculares, obesidade, diabetes e colesterol e, pela presença do ferro, o consumo de feijão ainda pode ajudar na prevenção e tratamento da anemia. Além disso, ele é constituído por substâncias antioxidantes, que previnem diversas doenças como o câncer e retardam o envelhecimento, afirma os nutricionistas.

A proteína do feijão é de origem vegetal e, por isso, que é bastante recomendada na dieta vegetariana em substituição às carnes. E nos países onde não há feijão, o feijão é substituído, na África Ocidental e na Índia, por uma leguminosa chamada guandu. Soja e lentilha são outras que substitui. Já os outros países da América do Norte como o México preferem enriquecer a dieta com grão-de-bico também é bastante consumido na Espanha e em Portugal.


Waldiney Melo

Título: Substitua o feijão sem prejudicar a saúde

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 26

781 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoFelipe

    28-09-2014 às 15:55:22

    Ótimas dicas!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    15-06-2014 às 21:12:14

    Adoro feijão preto e vou aprender a fazer para comer todos os dias. O feijão contém ferro, que faz muito bem para a nossa saúde. O consumo de feijão deve ser diário.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • GracieleGraciele

    24-02-2012 às 14:58:25

    Eu adorava feijão,mas quando fiquei gravida senti nojo de comer e mesmo depois que ganhei minha filha não consegui voltar a comer.O pior que acabei passando isso para minha filha como eu não consigo comer tambem não conseguia dar o feijão para ela agora ela já esta com 4 anos e não como de jeito nenhum.Sinto que meu organismo mudou muito estou com queda de cabelo,meu intestino esta lento.Qual alimento posso substituir?

    ¬ Responder
  • viviane ribeiro de souzaviviane ribeiro de souza

    12-11-2009 às 18:45:34

    É verdade que, quem tem prisão de ventre deve evitar consumir o feijão?
    Parabéns pelo site muito esclarecedor.
    Aguardo respostas, desde já agradeço.

    ¬ Responder

Comentários - Substitua o feijão sem prejudicar a saúde

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios