Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Receita Vegetariana- Esparguete Integral com Açafrão e Cogumelos

Receita Vegetariana- Esparguete Integral com Açafrão e Cogumelos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Visitas: 14
Receita Vegetariana- Esparguete Integral com Açafrão e Cogumelos

O esparguete integral é, ou deve ser, um elemento presente em qualquer dieta vegetariana, uma vez que é rico em fibras e contém mais vitaminas quando comparado com o esparguete regular, porque não é refinado. Com mais nutrientes, é uma opção mais viável que o tradicional esparguete branco. Nesta receita de esparguete integral com cogumelos, utilizo açafrão em vez do conhecido caril, por ser de paladar mais suave e, portanto, mais de encontro às preferências da generalidade dos portugueses. Quem preferir pode, no entanto, substituir o açafrão pelo caril, ficando o prato a ganhar em riqueza de paladar.

São necessários os seguintes ingredientes para 4 pessoas: 1 embalagem de esparguete integral, 350g de cogumelos frescos, 4 dentes de alho picados, 2 colheres de sopa de cebolinho picado, folhas de coentros ou outra erva aromática a gosto, 3 colheres de azeite, sal e pimenta q.b. e creme vegetal.

Modo de preparação:
Cozinhe o esparguete integral em água abundante com uma pitada de sal e um fio de azeite, em lume brando. Retire quando estiver ‘al dente’, escorra e reserve, cobrindo o escorredor com um pano de cozinha.

Corte os cogumelos, laminando-os, e lave-os com água abundante. Numa frigideira, estufe-os durante cinco a sete minutos, tapados, com os dentes de alho picados, duas colheres de azeite e um pouco de creme vegetal, que irá conferir cremosidade aos cogumelos. Quando estiverem moles, junte as duas colheres de sopa de cebolinho e metade das folhas de coentros. Tire a frigideira do lume e junte mais um pouco de creme vegetal, envolvendo todo o preparado. Reserve enquanto finaliza a preparação do esparguete integral.

Pique um dente de alho e aqueça-o com uma colher de azeite, juntando de seguida o açafrão, na proporção de cerca de duas colheres de chá, dependendo sempre do gosto pessoal pela especiaria. Quando o alho estiver alourado junte o esparguete, envolvendo no azeite amarelado pelo açafrão. Concluído este passo, junte o preparado dos cogumelos, misture tudo bem e retifique os temperos. Transfira tudo para uma travessa e enfeite com as restantes folhas de coentros e outras ervas aromáticas à sua escolha, como manjericão.


Sofia Nunes

Título: Receita Vegetariana- Esparguete Integral com Açafrão e Cogumelos

Autor: Sofia Nunes (todos os textos)

Visitas: 14

722 

Comentários - Receita Vegetariana- Esparguete Integral com Açafrão e Cogumelos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios