Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Azeite Virgem E Azeite Extra Virgem: Não é o mesmo?

Azeite Virgem E Azeite Extra Virgem: Não é o mesmo?

Categoria: Alimentação
Visitas: 4
Azeite Virgem E Azeite Extra Virgem: Não é o mesmo?

Não passe mais vergonha e descubra como identificar o suco verde-oliva puro e verdadeiro, além de conhecer alguns de seus ricos benefícios. A diferença entre azeite virgem e azeite extravirgem é justamente o teor de acidez. O azeite extravirgem possui maior acidez que o virgem.

Com o passar do tempo foram surgindo descobertas com muitas aplicações do sumo de azeitonas, o mais relevante na saúde. Mas também ao longo dos anos têm aumentado a fraude causando o chamado "azeite" para secar ser confundido com o suco de oliva puro, que não é outro senão azeite "virgem" ou "extravirgem". A tal ponto de estar confundindo os consumidores atingindo um uso deste produto refinado e desodorizado como um gancho comercial. Aqui você vai encontrar algumas razões para a escolha de um azeite puro de verdade, refinado e o que seu efeito gera para a saúde direta ao consumi-lo, suas aplicações culinárias e, acima de tudo, ele ajuda a reconhecer o produto contra imitações e nomes comerciais que levam a confusão para os consumidores.

Os benefícios do azeite extravirgem


1 – É o suco puro extraído das azeitonas em excelente estado de conservação e valor. Ele é obtido unicamente por processos mecânicos, com ausência total de elementos químicos, e é classificado como "extra" por um painel de provadores especializados;

2 – Ideal para uso culinário. Pode ser usado em óleo e frituras das mais diversas e com todos os imagináveis produtos combinados como: carne, peixe, legumes, verduras, frutas, sorvetes, etc. Sua palatabilidade oferece um resultado único em alimentos: energia e melhora o seu sabor;

3 – Um produto que pode ser consumido ao longo da vida;

4 – Azeite extravirgem, por seu alto teor de ácido oléico, ácido graxo monoinsaturado, flavonóides e esqualeno ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, estresse oxidativo, envelhecimento, câncer e osteoporose;

5 –Recomendado na dieta para os pequeninos, pois evita asma na infância e estação de crescimento, porque promove a criação de massa óssea. Seu uso também é recomendado na dieta de quem pratica esporte regularmente ou quem faz atividade física, pois ajuda na regeneração das células musculares;

6 – Ajuda o metabolismo da insulina em pessoas com diabetes e melhora a pressão arterial;

7 – Também tem inúmeras aplicações tópicas: de hidratante natural, serve como removedor de maquiagem ou de efeitos relaxantes.

8 – É um pilar fundamental da "dieta mediterrânea" e é recomendado até mesmo para as pessoas que seguem quaisquer dietas;

Ambos vêm da azeitona, mas o “virgem” requer um processo de desodorização, refino e mistura que faz você perder muito os efeitos benéficos que têm o azeite original "extravirgem".


Briana Alves

Título: Azeite Virgem E Azeite Extra Virgem: Não é o mesmo?

Autor: Briana Alves (todos os textos)

Visitas: 4

517 

Comentários - Azeite Virgem E Azeite Extra Virgem: Não é o mesmo?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios